Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



    

Autoria e outros dados (tags, etc)

   

Autoria e outros dados (tags, etc)

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

O coração da jovem princesa também é verde. E  começou uma nova batalha para salvar o planeta. Lançou uma revista, chamada EVER MANIFESTO, 20 páginas sobre ecologia aplicada às mais criativas áreas. O primeiro número já foi apresentado numa conferência em Turim, e aborda o tema da contribuiçao da arte e da moda para um mundo mais sustentável.

 

 "Gosto de roupa bonita como todas as mulheres, porque elas fazem-nos sentir atraentes. Este sector, no entanto, além da estética tem outros valores, deve proteger o sistema ecológico. Stella McCartney, designer de moda, familiarizada com o tema, ajudou-me muito no meu projecto."

 

Diga-nos de que coisa se trata?

Não sou perfeita nem especialista no assunto, mas tento dar uma pequena ajuda que irá incentivar as pessoas a reflectir sobre a protecção do ambiente. E faço isso por meio da EVER MANIFESTO, não um jornal com data fixa, mas uma publicação gratuita que nesta primeira edição aborda a relação entre ecologia  e moda, com destaque para o abuso do sector. Foram distribuidas três mil cópias em pontos estratégicos. Durante os desfiles de moda em Paris e na Corso Como em Milão. Daqui a algum tempo estará também online (www.EVERmanifesto.com) . A ideia nasceu com duas amigas: a editora de fotografia Alexia Niedzielski e a publicitária Elizabeth Von Guttman.

 

Quem financia o projecto?

 Desta vez, Loro Piana, depois, logo veremos. Será lançada em conjunto com  grandes eventos ligados à moda, design e arquitectura. Dependendo do tema tratado, vão escrever especialistas e jornalistas famosos. O objectivo é sensibilizar as pessoas e as empresas. Muitas grandes marcas perderam clientes porque exploravam as mais pequenas. Era inevitável. O retorno depende da correção com que se trabalha. 

 

Tem uma licenciatura em filosofia mas está interessada no mundo da imprensa. É uma escolha contra a corrente. Como nasceu essa paixão?

Não quero ser jornalista, mas amo  a edição. Eu fiz um estágio em Paris com Pierre Laffont , e, depois, em Londres, na redacção do jornal The Independent. Gosto de ler e de organizar um jornal. Mas ainda não tenho uma ideia clara da profissão que quero seguir.

 

A Charlotte também escreveu na EVER Manifesto?
Sim, eu entrevistei Franca Sozzani sobre como a moda deve reorganizar o ciclo de produção com uma óptica ecológica. Mas também tenho escrito para outras revistas em Inglaterra. Num dos meus últimos artigos expliquei  o porquê dos jeans serem a peça de vestuário mais poluente que há.

 

Removeu-os do seu guarda-roupa?

Não, mas tenho cuidado com o que compro. Escolho os que são feitos de algodão orgânico, tratado com tintas não tóxicas.

 

A ecologia está muito na moda hoje em dia, como provam as constantes referências ao meio ambiente por parte de Barack Obama. Como nasceu essa paixão?

Eu sempre vivi no campo, entre o verde e os animais, a andar a cavalo desde a infância. Acompanho com interesse a fundação do meu tio, ainda que não participe nas iniciativas. Foram muitos os acontecimentos da actualidade que me levaram a ficar ligada à ecologia. Um deles é a poluição do mar mediterrâneo, arruinado pela pesca excessiva e invasão de águas vivas.

 

 Vive entre Paris e Londres, mas também vem muitas vezes a Milâo. Como julga estas três cidades?

Paris parece-me uma cidade limpa. A Inglaterra, em geral, é mais sensível às questões ecológicas. Há muitas lojas de produtos orgânicos, as pessoas vivem com mais consciência sobre o assunto. Milão está em ordem. A Itália, depois do escândalo do lixo de Nápoles, um problema que segui atentamente através dos jornais, está a mostrar um maior envolvimento com as questões ambientais.

 

No quotidiano, como se traduz o seu respeito pelo ambiente?

Caminho muito, prefiro o comboio ao avião. Gosto de comer e de cozinhar, opto pelos alimentos da época e do local. Não sou vegetariana mas tento comer pouca carne. Em suma, lutar contra o senso comum para limitar os danos causados nos últimos anos devido a um estilo de vida cheio de desperdícios, que é destrutivo para nós mesmos e para o mundo.

 

O vintage também entra no seu estilo de vida eco-compatível?

Possuo uma grande quantidade de roupa velha e ainda a uso. A reciclagem é outro ponto importante.

 

fonte: La stampa

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 3/3



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2016
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2015
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2014
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2013
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2012
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2011
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2010
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ
  92. 2009
  93. JAN
  94. FEV
  95. MAR
  96. ABR
  97. MAI
  98. JUN
  99. JUL
  100. AGO
  101. SET
  102. OUT
  103. NOV
  104. DEZ
  105. 2008
  106. JAN
  107. FEV
  108. MAR
  109. ABR
  110. MAI
  111. JUN
  112. JUL
  113. AGO
  114. SET
  115. OUT
  116. NOV
  117. DEZ
  118. 2007
  119. JAN
  120. FEV
  121. MAR
  122. ABR
  123. MAI
  124. JUN
  125. JUL
  126. AGO
  127. SET
  128. OUT
  129. NOV
  130. DEZ


subscrever feeds